Editor_1

PALAVRAS DO EDITOR

Relacionamento, comunicação e edificação

Abrimos este terceiro bimestre do no Cenáculo – maio e junho – com muitas motivações importantes. No mês de maio, destaca-se a importância da vida familiar; no mês de junho, Dia de Pentecostes no primeiro domingo, dia 4, e Dia Nacional do no Cenáculo, a ser celebrado no terceiro domingo, dia 18. 

No fundo, essas celebrações sublinhadas se inter-relacionam em um grande eixo: relacionamentos, comunicação e edificação. A vida familiar sofre tremendamente a crise das mudanças de paradigmas chamada pós-modernidade com ênfase no individualismo, no consumismo, na competição, na superficialidade e na vida descartável. Nessa conjuntura, precisamos reafirmar os valores do evangelho de Jesus Cristo construindo na vivência familiar pontes relacionais de comunhão,
respeito, reconciliação, perdão e amor. Por isso, o caminho relacional passa pela reciprocidade. O apóstolo Paulo relembra-nos: “Ajudem uns aos outros e assim vocês estarão obedecendo à lei de Cristo” (Gálatas 6.2, NTLH).

O Dia de Pentecostes recorda-nos a importância da comunicação. Na verdade, vivemos dentro de uma realidade tecnológica; o mundo digital está dentro de um minúsculo aparelho eletrônico. Com esse minúsculo aparelho, navegamos em muitas áreas do conhecimento humano e descobrimos coisas fantásticas. No entanto esse avanço tecnológico precisa ser utilizado para o bem da vida. Há muitas barreiras, ruídos e interferências comprometendo uma melhor qualidade de
comunicação. A descida do Espírito Santo traz, novamente ao mundo, o maior comunicador: Jesus Cristo. Ele viveu a linguagem que pode ser compreendida por todas as pessoas: a do amor. O evangelista Lucas, para explicar a descida do Espírito Santo, expressou: “Todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar em outras línguas, de acordo com o poder que o Espírito Santo dava a cada pessoa” (Atos 2.4, NTLH). Com certeza, a comunicação perdida pela vaidade e
pela desobediência foi reconstruída pelo poder da graça do Espírito Santo.

Por fim, o Dia Nacional do no Cenáculo – encontro diário com Deus – constitui uma excelente oportunidade para refletirmos sobre a importância do fortalecimento de nossa vida devocional (edificação), que possa desembocar em um contínuo crescimento na graça de nosso Senhor Jesus Cristo e, consequentemente, em relacionamentos sadios em uma comunicação geradora de vida.

Com afeto.
Adriel de Souza Maia
Editor Nacional


Share by: