Editor_2

PALAVRAS DO EDITOR

Abrindo espaço para Deus

Tendo-se levantado alta madrugada, saiu, foi para um lugar deserto
e ali orava (Marcos 1.35).

No último dia de minha visita a Buenos Aires, Argentina, meus anfitriões pediram-me para abrir espaço em minha ocupada agenda para visitar uma escola metodista e ver o que Deus tem feito lá. A escola tem servido principalmente a crianças imigrantes por mais de 150 anos. A escola recebeu o nome do filho de um missionário, que cresceu como argentino e tornou-se um jovem empresário de sucesso. Ele sentiu que Deus o chamava a usar seu sucesso para ajudar as famílias de imigrantes que chegavam aos montes no bairro próximo ao porto. Por gerações, a escola tem servido a crianças do jardim da infância até o ensino médio. 

Imagine a alegria que sentimos ao saber que os 800 alunos da escola começam cada dia lendo El Aposento Alto (EAA), a edição do no Cenáculo em língua espanhola. “As crianças participam da leitura do versículo bíblico e da meditação, e, depois, discutimos o que elas ouviram e sentiram”, disse um professor. “Então, pedimos que partilhem seus pedidos de oração. Para mantermos a devocional na mente durante todo o dia, nós colocamos o ‘Pensamento para o dia’ na lousa. Temos muitas histórias para contar sobre o EAA e os resultados dessa prática ao longo dos anos.” Dessa forma, os alunos e os professores abrem espaço para Deus em suas vidas todos os dias. 

Abrir espaço para Deus é uma das maneiras pelas quais nós, do Upper Room Ministries, falamos sobre a oração diária. Queremos ajudar as pessoas a criar espaço para Deus em suas vidas a cada dia. Essa prática devocional importante foi o centro da vida e do ministério de Jesus e também é o centro de nossa vida e ministério no The Upper Room. O “livrinho” – como as crianças chamam o EAA – ajuda a criar espaço para que todos possam ouvir a voz de Deus e sentir seu cuidado. Alguns minutos diários dedicados a lembrar o amor de Deus por nós pode alterar o curso de nossa vida e abençoar a vida de muitas pessoas por gerações vindouras.

Steve Bryant
Ex-editor Mundial do The Upper Room

Share by: