EDITORIAL

DEVOCIONAIS

By Kelly Simoes 31 Oct, 2017
01 NOVEMBRO

Leia o Salmo 78.1-7*

Ele decretou estatutos para Jacó, e em Israel estabeleceu a lei, e ordenou
aos nossos antepassados que a ensinassem aos seus filhos, de
modo que a geração seguinte a conhecesse, […] e eles, por sua vez,
contassem aos seus próprios filhos. Salmo 78.5-6 (NVI)**

A família de meu pai tem muitas e belas relíquias de família; algumas remontam
ao século 18. A história e a linhagem da família sempre foram
respeitadas e apreciadas por ambos meus avós paternos, e eles passaram este
amor ao meu pai e a mim. Muitas vezes, disseram-me que, um dia, eu serei a
guardiã desses tesouros de família até o dia em que os passarei para a próxima geração.
Ao pensar nesse legado, comecei a comparar meu dever de cuidadora desses
pertences preciosos com minha responsabilidade de incutir o amor a Deus em
meus futuros filhos. Assim como meus avós encontraram grande alegria de
aprender a educar nossa família sobre seus estimados pertences, como cristãos,
somos chamados a nutrir alegremente nosso relacionamento com Deus e
a transmitir nossa fé àqueles que vêm depois de nós.

Oração:  Pai celestial, concede-nos a habilidade de transmitir o conhecimento de teu
incrível amor às futuras gerações para que elas também possam conhecer-te.
Em nome de Jesus. Amém.

Pensamento para o dia:  De que modo estou deixando um legado de amor aos outros?

Oremos pelos genealogistas.

| Kristen DiStasio (Carolina do Norte, EUA)

Assine e leia diariemente
By Kelly Simoes 31 Oct, 2017
23 NOVEMBRO

Leia o Salmo 34.17-22

Sê forte e corajoso; não temas, nem te espantes, porque o Senhor, teu
Deus, é contigo por onde quer que andares. Josué 1.9

Desde muito jovem, meus pais me ensinaram a dizer “por favor” e
“obrigada”. Quando eu tinha 10 anos, minha mãe morreu, e minha
dor foi profunda. Ficou um imenso vazio em meu coração, e, naquela
idade, eu simplesmente não podia compreender tudo. Eu me perguntava:
Como vou falar com Deus sobre isso? Eu tinha aprendido a sempre agradecer
a Deus, mas deveria agradecer isso também?
O que eu aprendi é que, desde o momento em que começamos a orar,
Deus provê a força e as palavras de que precisamos. Deus conhece nossas
necessidades, mesmo quando não conseguimos traduzi-las em palavras.
Com o passar do tempo, tornei-me agradecida pelo que Deus me deu
a cada dia. Por meio de bênçãos e problemas, Deus me ajudou a permanecer
ancorada na fé confiando que ele estará comigo. Podemos orar com
confiança em momentos de profunda tristeza ou dor. Deus nos sustentará
e nos levará adiante.

Oração:  Deus misericordioso, graças por tua promessa de nos sustentar em todas
as circunstâncias. Oramos como Jesus nos ensinou: “Pai nosso, que
estás nos céus, santificado seja o teu nome; venha o teu reino; faça-se a
tua vontade, assim na terra como no céu; o pão nosso de cada dia dá-nos
hoje; e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos
nossos devedores; e não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal,
pois teu é o reino, o poder e a glória para sempre. Amém!”.*

Pensamento para o dia:  Posso ter a certeza de que o amor de Deus me sustentará.
Oremos por alguém que esteja chorando a morte do pai e/ou da mãe.

| Irene Rodriguez (La Paz, Bolívia)

Assine e leia diariamente
By Kelly Simoes 31 Oct, 2017
25 DEZEMBRO

Leia Mateus 5.43-48

Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de
Deus. Mateus 5.9

Pouca antes da celebração de Natal de nossa igreja, meu telefone tocou.
Não reconheci o número, por isso não atendi. Apenas enviei
uma mensagem de texto à pessoa que havia ligado perguntando quem era.
Poucos minutos depois, recebi uma mensagem de texto da pessoa – que,
afinal, era uma de minhas colegas. A julgar por sua linguagem insultuosa,
concluí que ela tinha ficado com raiva de mim. Meu coração se encheu de
tristeza, raiva e decepção. Tive vontade de enviar uma resposta irritada,
mas, então, me lembrei de que era noite de Natal.
O Natal tem a ver com Cristo, e Cristo está associado ao amor. Ele veio
à terra trazendo paz e amor a todas as pessoas, tanto às agradáveis quanto
às desagradáveis, às boas e às más. Eu me perguntei: Como posso ficar
irritada e brigar com alguém na noite de Natal?
Quando orei por força para ser paciente e perdoar à minha colega como
Jesus me perdoou, Deus transformou minha tristeza, raiva e decepção em
paz e alegria. Naquele dia, eu percebi o verdadeiro significado do Natal.
Não se trata de ter uma desculpa para fazer festa; trata-se de proclamar a
delicadeza e o amor de Jesus Cristo.

Oração: 
Senhor amado, dá-nos paciência quando formos insultados e ajuda-nos
a perdoar todos que nos magoam. Ajuda-nos a levar o verdadeiro sentido
do Natal a todos que nos cercam. Em nome de Jesus. Amém.

Pensamento para o dia: 
Com quem partilharei o amor, a paz e a alegria do Natal neste ano?
Oremos pela paz.

| Linawati Santoso (Java Oriental, Indonésia)
More Posts
Share by: